Audiência, Usuário e Cliente. O que você tem diz o que você pode ganhar.

audiencia clientes e usuarios

Todo tipo de negócio ou produto pode ter qualquer um dos 3 perfis de público – mesmo que seja off-line. Aqui é onde encontro os maiores erros nos projetos e estratégia de negócios.

Há algum tempo fui chamado para um projeto de uma marca bastante conhecida. Tratava-se de um portal. Eles queriam aplicar growth hacking, mas, como já eram bastante conhecidos, não precisava ser no tráfego do site – a ideia era aplicar growth hacking nas oportunidades de negócios, no faturamento.

Ouvi do presidente da empresa: “Eu sei que não é possível, mas se a gente conseguisse ganhar R$1,00/ano por cada usuário já seria muito mais do que jamais sonhei pro negócio”.

Ao que se assustou com minha reação e resposta: “Não há nada de impossível nisso. O Facebook ganha cerca de U$4/ano/usuário numa rede de bilhões de usuários” – hoje esse valor está em cerca de U$6.

Então, onde eles estavam errando e onde o Facebook acertou tanto para esse resultado? A explicação é mais simples do que parece. O erro estava na análise. A marca não possuía usuários, mas audiência. Audiência passa por você, até olha pra você, mas não tem vínculo, fidelidade, permanência, associação. O sonho do presidente era, com o negócio como estava, era o mesmo que um semáforo sonhando que se ele ganhasse R$0,50 para cada carro que passasse por ele, ele seria milionário. Qual o vínculo do semáforo com os carros, senão o tráfego?

Ter usuários não significa um mailing de X milhões de e-mails – isso é menos que audência: é possível audiência. Ter Y milhões de views em vídeos é audiência. O primeiro passo é converter sua audiência em usuário. Prepare-se: você pode ter uma surpresa e descobrir que só conseguirá converter um número muito pequeno em usuário. Porém, você estará enfrentando sua realidade.

Usuário é quem se aproxima da sua marca, permite ouvir e gosta de ser ouvido. Usar. Interagir. Se aproximar. É verbo – é ação. No pior cenário de gera informação (bigdata) e isso já começa a valer muito para o mercado inteiro. Por isso, uma marca de grande audiência considera um sonho impossível R$1 / usuário enquanto o Facebook já fazia 12 vezes mais.

Mesmo o Facebook com seus bilhões de usuários, o perfil de Cliente é insignificante nesse universo. Cliente é mais que usuário. Envolve diretamente relação de consumo e comercial. Não à toa, a empresa mais valiosa do mundo (Apple) tem sua base formada de Clientes.

Depois vou escrever mais sobre essas etapas e conversões, mas já falo de uma outra marca investindo muito bem nessa conversão: Globo com a Globo.com. A audiência se tornando usuários. Isso reflete em seu faturamento, em seu resultado. É uma questão de apontar os investimentos e estratégias para o lugar certo.

Deixe uma resposta