Facebook, Instagram e WhatsApp no faturamento do negócio

redes sociais engajamento e faturamento

Uma das coisas mais comuns que vejo no mercado é um indicador de resultado das redes sociais. Se baseiam em curtidas, seguidores e comentários – o chamado engajamento. Como consequência, os gestores engolem os números sob o pretexto de estar “construindo uma marca, um valor de longo prazo”. Eu disse engolem. Como consequência, são áreas que não costumam fazer parte das prioridades do negócio.

Quero mostrar um cenário um pouco diferente. As redes sociais precisam fazer parte da estratégia do seu negócio, mas não sob o pretexto de ganhar seguidores e likes, mas para gerar vendas, faturamento direto.

Engajamento mente

O problema de focar no tal “engajamento” por si só é que ele pode te contar um monte de mentiras, só entregando números reais.

Perfil no Instagram Chapolin Sincero
Perfil Chapolin Sincero possui mais de 14 milhões de seguidores. Mais de 400 mil curtidas por foto, dezenas de milhares de comentários por fotos, compartilhamentos etc.

O perfil acima demonstra um pouco o risco de cair nos engodo dos números baseados no tal engajamento. O perfil Chapolin Sincero possui milhões de seguidores de seus memes, frases e piadas em cada post. Mesmo assim, não é capaz de vender absolutamente nada. Se sua empresa comprasse o perfil para usar periodicamente para divulgar seus produtos, o mais provável é que as pessoas deixariam de seguir o perfil e seus resultados seriam pífios.

O trabalho das redes sociais precisa estar voltado à visão da marca e metas do projeto. Construir uma marca de forma objetiva. Deixar sempre um “algo a mais” para o público. Afinal, seu produto não se finda ali.

É a atração no conteúdo que você gera que vai atrair mais tráfego para o seu negócio. Mas ele não pode ser um fim por si só.

Nem toda marca precisa de todas as redes sociais

Twitter, Instagram, Messenger, Whatsapp, Facebook, Youtube, Snapchat, Telegram, Reddit… Cada rede tem uma característica muito peculiar, mas, acima de tudo, cada rede representa uma ponte de contato. Se construída, precisa ser nutrida e mais: precisa gerar retorno sobre o investimento.

Então, deixo a pergunta: as redes sociais representam quantos % do seu faturamento? Você tem isso em suas métricas?

Para deixar um exemplo, nos meus projetos costumam representar pelo menos 10% de resultado direto.

Deixe uma resposta